domingo, 17 de janeiro de 2010

Loucuras de Amor


Loucuras de Amor
Desejo-te a todo instante!
Quero ter-te o tempo inteiro,
te pegar de jeito,
te deixar sem graça,
te jogar na cama,
te tirar o folego
e, com todo o furor,
encher-te de amor.
Não quero ser teu anjo
muito menos teu demônio.
Quero apenas ser tua femea
e me deixar possuir inteirinha.
Quero com um beijo te devorar
e sentir nossos corpos a queimar
com as vozes embargadas
apenas no sussurrar.
Quero sentir tuas caricias,
tua mão ousada a me tocar.
Quero que me tome com jeitinho
pelas ancas com carinho
e de amor me fartar.
Entre beijos molhados
ver as estrelas de perto
e ao êxtase chegar.
Deitada em teus braços,
com o sangue ainda a ferver,
quero apenas dizer:
Eu te amo!
E depois adormecer...
(Ana Amélia Donádio)

5 comentários:

  1. Marcando presença...
    Carinhosamente...

    ResponderExcluir
  2. GOSTEI MUITO DE SUA POESIA ... DEIXO UMA MUSICA
    http://www.youtube.com/watch?v=3h3G9Bbhcoc&feature=related
    AS ROSAS NÃO FALAM

    ResponderExcluir
  3. http://www.youtube.com/watch?v=R7_rnucyZg8&feature=related
    tango fire

    ResponderExcluir
  4. Márcia...

    Belo! Intenso! Sensual!...
    Cada palavra é uma caricia deslizando suavemente na pele...

    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  5. Um belo poema de amor muito sensual, cheio de belos prazeres à mistura, Parabens adorei

    ResponderExcluir